Início

LUTO
A SPEIL considera o luto como um processo de reacção a uma gama muito diversa de perdas com significado pessoal profundo, como a separação definitiva ou provisória do ente querido, a morte anunciada, o dano ao amor-próprio, a perda de expectativa de afecto, a desvalorização social e outras afecções psíquicas que, eventualmente, podem ser muito prolongadas.
Considera-se que ao longo da vida, cada pessoa sofre, em média, cerca de quatro dezenas de perdas significativas, das mais ligeiras às de maior complexidade. Tal frequência demonstra que é comum a vivência do luto e as consequências comportamentais nos domínios individual e de interacção social, em termos familiares, educacionais, profissionais e comunitários.

CONGRESSO
A urgência de promover o debate científico e a partilha de experiências sobre o luto e a sua aplicação aos interesses da comunidade, a exemplo do que tem vindo a ser realizado noutros países da na Europa e noutros continentes, leva a SPEIL a promover um segundo congresso subordinado ao tema O Luto em Portugal, em colaboração com a Universidade de Lisboa, o Observatório do Luto em Portugal e o Espaço do Luto.